Robôs e apps de Inteligência Artificial estão chegando ao setor jurídico

  • 0
  • 22 de junho de 2018

AI

Imagens: Pixabay/ Arte: Estúdio AO

Em 2016, a maior contratação da Baker & Hostetler, respeitada firma de advocacia norte-americana sediada em Cleveland, com escritórios em diversas cidades dos EUA, foi o Ross.
Ross aprimorou a pesquisa jurídica da firma, fornecendo as respostas mais relevantes às questões levantadas pelos advogados da B&H, e não as centenas – ou milhares – de respostas possíveis que uma pesquisa tradicional (seja em alfarrábios ou pelo Google) elencaria. Ross também começou a monitorar constantemente os litígios em curso nos tribunais, notificando os colegas sobre decisões judiciais recentes que pudessem afetar seus casos.
Ross não é advogado. Ross é um robô, desenvolvido a partir da plataforma do Watson da IBM. Os advogados dos escritórios da B&H podem consultá-lo por aplicativo em seus smartphones. O Brasil também já tem o seu “Ross”: é o ELI.
A Inteligência Artificial representa um ganho de produtividade aos escritórios de advocacia. Segundo a Veja, uma das vantagens do robô no escritório é a da redução de prazos para montagem de processos.

“Nossa parceria com a IBM possibilita que desenvolvamos aplicativos inteligentes ao setor jurídico”

Muitos advogados veem com suspeita e temor a entrada da Inteligência Artificial em seu campo de atuação. Mas são sentimentos infundados. Robôs como o Ross e o ELI fazem o trabalho braçal da profissão, liberando os jurisconsultos às atividades propriamente intelectuais da atividade jurídica, bem como o cultivo da relação com o cliente. O advogado-robô é uma ferramenta que veio para ficar no mercado.
O desenvolvimento de apps de Inteligência Jurídica é uma realidade.
A DevMaker faz parte desta realidade. Nossa parceria com a IBM possibilita que desenvolvamos aplicativos inteligentes ao setor jurídico: aplicativos construídos com a plataforma de Inteligência Artificial do Watson. Muito provavelmente um app estará no rol de contratações dos departamentos jurídicos das empresas num futuro bem próximo.

Quanto custa criar um aplicativo?
Secured By miniOrange